Voltar 13 de Outubro de 2017

Projeto proporciona inclusão social de adolescentes da Vila Princesa

Mostrar que é possível tornar-se protagonista da própria história, independente do cenário em que ele se encontra. Este é objetivo do projeto “Construindo Minha História”, que há mais de cinco anos proporciona a adolescentes da Vila Princesa, zona rural de Porto Velho, muito mais que apenas uma noite de sonhos.

Segundo a idealizadora do projeto, a médica Ida Peréa Monteiro, a idade dos 15 anos é um marco importante na vida de um indivíduo. “É um período de transição, a infância fica para trás, inicia-se uma nova fase, a qual deve ser comemorada em grande estilo”, declara.

No ano de 2010, o projeto "Construindo Minha História" foi colocado em prática com o objetivo de despertar em cada adolescente a descoberta do próprio potencial. “Para que eles mesmos possam tomar decisões positivas, para que se apoderem de seus destinos, fazendo as escolhas que melhor lhes convier na vida, proporcionando a eles um conteúdo para as suas vidas e que eles possam gerenciar esse conteúdo com segurança em proveito próprio”, explica Ida Peréa.

Misilene Alves Maciel, 20 anos, fez parte da primeira turma do projeto. Concluiu o ensino médio e está estudando para fazer Direito. “No baile, quando entrei, vi todas aquelas pessoas, compreendi que lá fora existe um mundo de oportunidades à nossa espera e que não é porque vivemos na comunidade que elas não sejam para nós também”, conta.

O projeto surtiu tanto efeito que Misiclene Alves Maciel, irmã de Misilene, também participou em 2012. De acordo com Odete Maciel, mãe das jovens, o projeto mudou a vida das filhas. “Elas passaram a aplicar na vida o que aprenderam. Eu não sei ler nem escrever, o que tenho a oferecer é a educação e sempre aconselho a buscarem o conhecimento para alcançarem seus objetivos”, declara emocionada.

Após a escolha dos jovens participantes, inicia-se um processo com várias atividades até o tão sonhado dia do baile. Higiene pessoal, saúde bucal, orientações vocacionais, etiqueta social, aula de dança (valsa), prova das roupas e confraternização botando em prática as orientações que receberam, como por exemplo, o almoço em restaurante, praticando como portar-se à mesa. Além disso, a Dental Norte oferece gratuitamente todo o tratamento odontológico necessário aos adolescentes integrantes do projeto.

O baile de debutantes proporciona uma noite encantadora. Os adolescentes e familiares vivenciam um momento impar em suas vidas. “Meus pais estão orgulhosos por fazer parte deste projeto. Tudo que aprendi vou levar para o resto da vida e quero dar muito mais orgulho a eles”, conta Elizabeth Souza, 15 anos, participante da sexta edição do projeto, que acontece este ano.

Aldineia Souza, mãe de Elizabeth, confirma as palavras da filha. “Não tenho palavras para agradecer o que fizeram por ela, estou muito feliz. Procuro ser sempre uma mãe presente, e agora com o apoio do projeto, vou dar o melhor de mim, para ajudar a dar continuidade à história da minha filha”, conta.

Dra. Ida finaliza afirmando que o projeto só se torna realidade com o apoio de pais e mães como Aldineia. O processo não é concluído com o término da festa. “Temos interesse em continuar acompanhando o desenvolvimento destes adolescentes e os pais são nossos principais aliados e precisamos deles para dar continuidade ao projeto e mostrar que é possível construir uma história diferente, mesmo que a realidade tente provar o contrário”, conclui.

 

Veja algumas fotos da edição 2017 do projeto Construindo Minha História:

 

Professora Jaquelene e adolescentes na peça Teatral "Boca Rosa", convidadas da D'Boa Produtora.

Aula de Etiqueta no Restaurante Peréa's. Instrutoras Ana Cristina  e Adna Alcântara

Tratamento odontológico na Clínica Dental Norte

Palestra sobre Vida Profissional - Adm. Fagner Ferreira

Aula de Dança - Ensaio da Valsa - Professora Berenice Simão

Palestra sobre Higiene Bucal - Dra. Samara / Dra. Lilian / Téc. Ítalo

Palestra sobre Higiene Corporal - Enfermeiro César